Cursos e Bibliotecas Ver Mais

Galeria 3D1 Ver Mais

Jeferson_JC   Rio de Jeneiro - RJ
Vinicius Paciello   São Paulo - AC
Ilusiomatic   Brasil - AC
roob88   dourados-ms - MS

Portfólios Ver Mais

santos.1408   Cruz, Ceará, Brasil - AC
Gui Silva   cotia - SP
Vinicius92   São José do Rio Preto - SP - AC
Tallud   mato grosso

Tutoriais - Artigos

Novo título: 3ds max Interactive

Se a Autodesk tivesse lançado o Max Interactive junto com o 3ds max 2018, teria sido o maior lançamento de todos os tempos e a versão com o maior número de recursos na história, porque eles simplesmente adicionaram no programa uma Engine de Game voltada exclusivamente para arquitetura e que será desenvolvida para ficar cada vez mais focada em maquete, ou seja, é tudo que os usuários de arquitetura mais desejam no momento, a possibilidade de fazer maquete interativa com facilidade, sem a burocracia absurda da Unreal, já que a praticidade da Unity não atraiu os usuários desta área, pois quando alguns vêem um bom trabalho feito por profissionais, vira uma febre e todos querem fazer igual no mesmo programa sem nem saber a dificuldade ou se tem opções mais amigáveis que obtém o mesmo resultado, as vezes até melhor, como é o caso da Unity.

O 3ds max Interactive é baseado na Engine Stingray da Autodesk e por enquanto oferece uma integração básica, é praticamente a Stingray com o nome 3ds max Interactive no topo, mas eles prometem direcioná-la completamente para a área de arquitetura, maquete interativa, VR (Virtual Reality) e AR (Augmented Reality), portanto, apesar da Stingray usar a porcaria de linguagem LUA, que ninguém utiliza, os usuários não terão que escrever códigos porque ela oferece um editor por Nodes igual o Blueprint da Unreal.

Outras facilidades prometem atrair a maioria dos usuários, podendo quebrar a febre pela Unreal que existe no momento, porque além do programa vir junto com o 3ds max, a conexão automatiza o processo tedioso de preparação, exportação e principalmente conversão de materiais, incluindo os materiais do V-Ray, assim, o usuário pode visualizar o projeto interativamente e passear pelos ambientes com alguns cliques de mouse.

Para a área de arquitetura não basta a facilidade de uso, o realismo é muito importante, foi justamente por haver vários trabalhos realistas de maquete no Youtube feitos com a Unreal e quase nenhum bom exemplo feito na Unity que a febre pela Unreal iniciou, mas a Stingray já provou que permite criar imagens realistas em alguns exemplos, sendo assim, se profissionais conhecidos adotarem o Max Interactive e passarem a exibir bons projetos, creio que a maioria dos usuários vão esquecer da Unreal, pois ela não é um programa bem feito como estamos acostumados.

Infelizmente a política idiota de Updates e lançamentos da Autodesk ofuscou uma novidade maravilhosa igual a essa, tornou um fiasco o lançamento do 3ds max 2018 e também tornará um fiasco o lançamento do 3ds max 2019, por mais novidades que adicionem, porque a maior de todas eles lançaram agora entre uma versão e outra, quando qualquer empresa com o mínimo de massa encefálica na sua equipe de gerenciamento e Marketing lançaria uma grande novidade como essa junto com uma nova versão do 3ds max para atrair o máximo de atenção e comentários possível, mas esperar coerência e estratégia decente da Autodesk hoje em dia é pedir demais, tenho saudades da época do Ken Pimentel e Marc Petit.

A Autodesk publicou três artigos no site Area informando sobre o 3ds max Interactive, como obtê-lo e também comentando o futuro da arquitetura com a interatividade.

Veja o artigo lançando o 3ds max Interactive clicando aqui.

Abaixo segue o vídeo explicando como instalar o 3ds max Interactive:
Se a Autodesk tivesse lançado o Max Interactive junto com o 3ds max 2018, teria sido o maior lançamento de todos os tempos e a versão com o maior número de recursos na história, porque eles simplesmente adicionaram no programa uma Engine de Game voltada exclusivamente para arquitetura e que será desenvolvida para ficar cada vez mais focada em maquete, ou seja, é tudo que os usuários de arquitetura mais desejam no momento, a possibilidade de fazer maquete interativa com facilidade, sem a burocracia absurda da Unreal, já que a praticidade da Unity não atraiu os usuários desta área, pois quando alguns vêem um bom trabalho feito por profissionais, vira uma febre e todos querem fazer igual no mesmo programa sem nem saber a dificuldade ou se tem opções mais amigáveis que obtém o mesmo resultado, as vezes até melhor, como é o caso da Unity.

O 3ds max Interactive é baseado na Engine Stingray da Autodesk e por enquanto oferece uma integração básica, é praticamente a Stingray com o nome 3ds max Interactive no topo, mas eles prometem direcioná-la completamente para a área de arquitetura, maquete interativa, VR (Virtual Reality) e AR (Augmented Reality), portanto, apesar da Stingray usar a porcaria de linguagem LUA, que ninguém utiliza, os usuários não terão que escrever códigos porque ela oferece um editor por Nodes igual o Blueprint da Unreal.

Outras facilidades prometem atrair a maioria dos usuários, podendo quebrar a febre pela Unreal que existe no momento, porque além do programa vir junto com o 3ds max, a conexão automatiza o processo tedioso de preparação, exportação e principalmente conversão de materiais, incluindo os materiais do V-Ray, assim, o usuário pode visualizar o projeto interativamente e passear pelos ambientes com alguns cliques de mouse.

Para a área de arquitetura não basta a facilidade de uso, o realismo é muito importante, foi justamente por haver vários trabalhos realistas de maquete no Youtube feitos com a Unreal e quase nenhum bom exemplo feito na Unity que a febre pela Unreal iniciou, mas a Stingray já provou que permite criar imagens realistas em alguns exemplos, sendo assim, se profissionais conhecidos adotarem o Max Interactive e passarem a exibir bons projetos, creio que a maioria dos usuários vão esquecer da Unreal, pois ela não é um programa bem feito como estamos acostumados.

Infelizmente a política idiota de Updates e lançamentos da Autodesk ofuscou uma novidade maravilhosa igual a essa, tornou um fiasco o lançamento do 3ds max 2018 e também tornará um fiasco o lançamento do 3ds max 2019, por mais novidades que adicionem, porque a maior de todas eles lançaram agora entre uma versão e outra, quando qualquer empresa com o mínimo de massa encefálica na sua equipe de gerenciamento e Marketing lançaria uma grande novidade como essa junto com uma nova versão do 3ds max para atrair o máximo de atenção e comentários possível, mas esperar coerência e estratégia decente da Autodesk hoje em dia é pedir demais, tenho saudades da época do Ken Pimentel e Marc Petit.

A Autodesk publicou três artigos no site Area informando sobre o 3ds max Interactive, como obtê-lo e também comentando o futuro da arquitetura com a interatividade.

Veja o artigo lançando o 3ds max Interactive clicando aqui.

Abaixo segue o vídeo explicando como instalar o 3ds max Interactive:

Faça o login para poder comentar

Usuários conectados

Total de mensagens publicadas pelos membros da comunidade: 670488.

Total de membros registrados: 109461

Últimos membros registrados: Francinildo Batista1, milwagcar, MLAUD, Fernanda, wislow, luan felix, Julliana Airees, rafsoliveira.

Usuário(s) on-line na última hora: 401, sendo 2 membro(s) e 399 visitante(s).

Membro(s) on-line na última hora: wislow, danilo-arqto..

Legenda: Administrador, Especial, Moderador, Parceiro .

3D1 © Três D1 © 1999-2018. Todos direitos reservados.