Cursos e Bibliotecas Ver Mais

Galeria 3D1 Ver Mais

Murilo_Zimmer   Nova Petrópolis-RS
Caue Rodrigues   Serra-ES - ES
Ricardo 3D   Brasil - BA
julioras   Curitiba
dami   João Pessoa pb - AC

Portfólios Ver Mais

JEAN.CARLOS   Primavera do Leste - mt - MT
ROBICO   ilha do Marajó - PA
PISSINAT   Cuiabá MT - MT
001   são paulo

Tutoriais - Artigos

O rápido fim do Stingray



Qualquer iniciante na área sabia que o Stingray não tinha futuro com a estratégia adotada pela Autodesk, agora resolveram admitir que não vale a pena concorrer com Unity e Unreal e divulgaram que não vão mais desenvolver o Stingray (Max Interactive).

No universo onde vivemos existem dois Engines estabelecidos há uma década e que são oferecidos de graça para os usuários, Unity e Unreal, mas no universo paralelo onde vivem os executivos e diretores da Autodesk ninguém notou isso e compraram um Engine de Game que não trabalha em C ou Java igual as demais, colocaram o nome de Stingray e lançaram comercialmente cobrando caro pela licença mensal.

O resultado era esperado, pois nem mesmo uma criança cometeria este tipo de erro na análise do mercado e por estas e outras que a Autodesk faz um plano de reestruturação atrás do outro, espero que, pelo menos no plano de reestruturação atual tenham demitido quem resolveu comprar o Bitsquid e vender como Stingray, o correto realmente seria que essa pessoa fosse açoitada no meio do refeitório da Autodesk para todos verem e servir de exemplo, porque quem está vendo de fora tem a impressão que as pessoas que tomam decisões na Autodesk são sabotadores infiltrados dispostos a destruir a empresa devido as atitudes absurdas e completamente ilógicas que tomam.

No anúncio do fim do Stingray a Autodesk afirmou que ele continuará sendo distribuido com o Maya LT e com o 3ds max como Max Interactive, mas na parte do Maya LT está escrito que não vão mais desenvolver o programa, porém, não falam nada na parte do 3ds max, então, fica a pergunta sobre o futuro do Max Interactive, que foi divulgado como novidade no pacote do 3ds max poucos meses atrás, quando prometeram que iriam direcioná-lo para arquitetura, coisa que deveriam ter feito desde o primeiro dia se quisessem ter alguma chance no mercado de Engines.

A Autodesk não costuma cumprir as promessas que faz e por isso tem um prestígio tão baixo perante os usuários, graças novamente a corja de executivos e diretores desqualificados e incompetentes que a empresa mantém com altos salários, mas antes levava alguns anos até descumprirem e agora isso está acontecendo em poucos meses, portanto, o Max Interactive provavelmente não terá uma vida longa e não vale a pena se dedicar à ele.

Você pode ter mais informações sobre o fim do Stingray clicando aqui.

Veja abaixo o vídeo de demonstração do Stingray, lançado no final de 2015 e finalizado dois anos depois.

Faça o login para poder comentar

Adminin Comentou em 08/01/2018 08:37 Ver comentário

Usuários conectados

Total de mensagens publicadas pelos membros da comunidade: 671822.

Total de membros registrados: 110565

Últimos membros registrados: pamela7778, Natali_Devine, NEGO CRUZ, Daniele, alaisegs, linisb, dayferraz, iagoluiz.

Usuário(s) on-line na última hora: 244, sendo 7 membro(s) e 237 visitante(s).

Membro(s) on-line na última hora: itamar nunes, Bruno, pamela7778, layercero, rodrigo.panda, D, Marco Rocha.

Legenda: Administrador, Especial, Moderador, Parceiro .

3D1 © Três D1 © 1999-2018. Todos direitos reservados.