Cursos e Bibliotecas Ver Mais

Galeria 3D1 Ver Mais

LuizBulldog   Brasil - SP
fernando parreira   Minas Gerais - MG
Guilherme Galiciani   São Caetano do Sul - SP - SP
Gaona   Brasil - AC
rlmangili   dois corregos - SP

Portfólios Ver Mais

ttnunes   Brazil, São Paulo - SP
Johnathan Oliveira   Goiânia - Goias - AC
ytakahassi   São Paulo

Teste do Corona na RTX 2070

O artista, Theodoros Hellass, publicou um vídeo mostrando o teste que ele fez com a renderização interativa do Corona no 3ds max usando um processador Threadripper 2970wx, placa de vídeo RTX 2070 e 64 GB de memória.

Ver notícia

Por: Adminin  

Em: 13/03/2019 11:00

O artista, Theodoros Hellass, publicou um vídeo mostrando o teste que ele fez com a renderização interativa do Corona no 3ds max usando um processador Threadripper 2970wx, placa de vídeo RTX 2070 e 64 GB de memória.
Andre, boa noite. É uma notícia tão auspiciosa e interessante que dá até vontade de não ler uma linha, uma vírgula, diante do nosso estado de eterno compromisso com o atrasso e o banditismo. Andre, você conhece alguém que tem estas placas voadoras da nova linha RTX da NVIDIA? Como eu gosto de dizer e repetir, nós vivemos num país onde o progresso só está na bandeira. Ainda estamos atados, miservavelmente, à época da calça Lee de contrabando. Depois eu leio a notícia. Abração fraterno, Marcelo Baglione
Oi Marcelo, tudo bem?

Já tem a RTX 2070 da Gigabyte para vender no Kabum por 2700 reais, mais barato que muito celular!!!!
Falei para você, daqui um ano e meio vai custar mil reais!!!!

Olha o link ai, está até em promoção. kkkkkkkkk

https://www.kabum.com.br/cgi-local/site/produtos/descricao_ofertas.cgi?codigo=100369&origem=52&gclid=EAIaIQobChMIi_KK0K6E4QIVi4WRCh0qbgU2EAYYASABEgJ2U_D_BwE

Se fosse placa apenas para computação gráfica ainda não estaria disponível, mas temos que agradecer os Gamers, pois as placas foram feitas para eles, que investem em bons PCs e por isso já está disponível.
Vai procurar uma Quadro RTX, vai ser difícil de achar aqui, mas GeForce vai ter de monte até o final do ano, pode apostar!

Rodar o V-Ray ou o Corona numa RTX deve ser uma maravilha, mesmo que ainda não tenham otimizado os renderizadores para essa tecnologia, imagine então depois que otimizarem.

Eu creio que a Autodesk está apostando nisso para o 3ds max continuar no mercado, porque a renderização Real-Time com Ray-Tracing já é uma realidade até em cenas pesadas, como essa da notícia e como o tutorial do Adán Martín que postei hoje sobre o V-Ray, onde ele mostra uma cena cheia de vegetação renderizando em segundos.
Certamente isso permite animação de alta qualidade sem precisar ir para o Unreal, também oferece mais qualidade do que o Eevee do Blender.

Porém, por mais rápido que seja não é interativo no 3ds max, então, não dá para gerar VR e VR é o futuro.
Enquanto que, no Unreal e Unity o Ray-Tracing Real-Time vai permitir a mesma qualidade do Max aceitando exportar para VR com interatividade.

A Autodesk tem o Stingray, um Engine igual o Unreal que compraram, tentaram vender como programa independente e não deu certo, agora está largado num canto.
Então, se estes mongolóides criassem um módulo dentro do Max para programar a interatividade e exportar para VR, eles quebrariam o Unreal, mas aposto o quanto quiser que nunca vão fazer isso.

Abração e tudo de bom.

André Vieira
Andre, bom dia. Eu só tinha visto a geração desta placas, porém só NVIDIA. Uma boa grana. Porém o que mais me impressionou foi o preços dos processadores; um escândalo de caros, comparativamente às placas de vídeo.

A GIGABYTE é um bom fabricante? Tem qualidade, Andre?

Apenas vi a publicação do tutorial do Adán, mas como sabia que você iria publicar, nem lhe enviei. Este é outro que terei que ver com máxima atenção e que já está na linha.

Andre, você diz isso em relação ao Eevee do Blender, só para "animação"? Isso? Como será que os gringos estão avaliando os passos para trás em termos ciclópicos que o Max está dando já há algum tempo? Quando você fala desta aceitação ou acoplamento do Unreal e do Unity as novas perspectivas de renderização, sem maiores pontes para o Max, por parte da Autodesk, esta despreocupação não pode ser planejada ou um tipo de encaminhamento falimentar do Max? Pois por tudo o que você diz e analisa, é só gol contra da Autodesk, quando vemos gigantes avançando. Incluo, já, o Blender.
Abração fraterno,

Marcelo Baglione
Oi Marcelo, tudo bem?

A Nvidia vende os processadores gráficos e qualquer empresa pode montar uma placa RTX, a Nvidia também monta as dela, mas são as mais caras de todas, igual comprar placa mãe Intel em vez de Asus.
Os melhores fabricantes na minha opinião são Asus, Gigabyte e MSI.

Sobre o Max, Blender e como as coisas estão indo.
Modelagem e texturização é coisa normal e comum, qualquer programa faz e tem Softs específicos para determinadas áreas, animação 3D também tem vários Softs genéricos e específicos só para animar.
Até poucos anos atrás o importante era onde renderizar com o máximo de realismo possível e o 3ds max era o programa escolhido em 90% dos casos.
Agora a renderização já se tornou comum e realista em vários outros programas graças aos Plug-ins do V-Ray e Softs como Octane e KeyShot.

Dai veio a corrida pela velocidade de renderização para poder fazer animação facilmente, foi quando os Renders de Games chamaram a atenção, pois ofereciam realismo e velocidade.
Porém, o Ray-Tracing evoluiu e não demora mais tanto tempo para renderizar uma animação fotorealista no próprio Max com o V-Ray.
Neste caso não vale o trabalho de exportar e configurar tudo de novo em outro programa para poder animar um pouco mais rápido.

Porém, qual é o próximo passo na evolução da visualização e demonstração de produtos?
É a exibição interativa e melhor ainda se for em VR, num futuro mais distante será sempre exigido em VR.

Por enquanto VR precisa de renderização por rasterização igual nos Games para poder rodar em tempo real, mas o Ray-Tracing Real-Time chegou e logo será comum VR com Ray-Tracing e qualidade fotográfica.
Se todos os programas renderizam com realismo e rapidamente, não faz diferença qual usar, só vai fazer diferença se este programa também exportar aplicações interativas e VR, porque dai pode fazer tudo nele mesmo.

Por isso que a salvação dos programas 3D igual o Max é embutir um sistema de programação por Nodes para criar interatividade e exportar em VR, dai eles vão se transformar em Engines igual o Unreal e Unity.

Abração e tudo de bom.

André Vieira

Faça o login para poder comentar

Usuários conectados

Total de mensagens publicadas pelos membros da comunidade: 677427.

Total de membros registrados: 114623

Últimos membros registrados: KetlyRichelle, Enock, vic silva, EMELLYSOUZA, matheusdelimarod, BAHDM, gianrarq, GFI.

Usuário(s) on-line na última hora: 262, sendo 19 membro(s) e 243 visitante(s).

Membro(s) on-line na última hora: Jonata Faustino, rpamps, nandao, gago, kaelitonguilherme27, diogo barreto coutinho, devillak, ScreamingFox, eduardobrsantos, Clara, Eduardo Ramos, KetlyRichelle, Adalberto Rocha, Moura, Enock, Bodoidom, rodrigotrovao, Elis, new.

Legenda: Administrador, Especial, Moderador, Parceiro .

3D1 © Três D1 © 1999-2019. Todos direitos reservados.