Cursos e Bibliotecas Ver Mais

Galeria 3D1 Ver Mais

Emmanoel   Balneário Camboriú - SC
kybio   Porto Alegre
gilson antunes   são paulo - brasil - SP
Pescinelli   São Paulo - AC
highlife   Brasil - AC

Portfólios Ver Mais

avmguitar777   Ipatinga - MG - AC
danilolimatattoo87   Taubaté / São Paulo - SP
ricardorr   South River / NJ - USA
Leandro Mendonça   Curitiba PR - PR

Tutoriais - Artigos

Lançamento do 3ds max 2020 e reações


Eu venho criticando os lançamentos do 3ds max nos últimos anos principalmente porque prejudicaram muito a nossa divulgação para o público que utiliza o programa há décadas, mas felizmente alguma coisa mudou, pois o lançamento do 3ds max 2020 foi repleto de informações, vídeos e até divulgaram projetos para as futuras versões.

A versão 2020 em si não tem grandes novidades, menos do que as anteriores, mas o lançamento foi tão bom que fez parecer maior do que era, enquanto que, nos anos anteriores boas novidades foram divulgadas de forma precária fazendo parecerem menores, como o sistema de OSL no Max 2019, por exemplo.

Veja abaixo o vídeo de apresentação do 3ds max 2020:


Entre as principais novidades está o melhor suporte para Shaders OSL adicionado no Max 2019, agora é perfeitamente compatível com o Quicksilver, que permite renderizar rapidamente por rasterização igual os Renders de Engines de Games, e todos os Shaders são aceitos na Viewport, que está até 2 vezes mais veloz no Preview de animações porque não evoli mais todas as curvas e geometrias em cada Frame, apenas as que mudaram de um Frame para o outro.

O sistema OSL também ganhou mais 14 Shaders OSL prontos para usar, apenas para citar alguns, tem Color Key para recorte de Chroma Key, Color Space para converter entre padrões de cores como RGB e HSV, Halftone e Toon Width para simular Cartoon, Gradient, Tiles, Waveform e Wave para composição procedural, Tri-tone para correção de cores e Falloff.

Apesar de existirem Shaders similares para download gratuito na internet, não é todo mundo que sabe baixar e instalar, portanto, facilita adicioná-los nativamente no programa.

Veja abaixo o vídeo mostrando as novidades nos Shaders OSL:


O Preview Animation agora permite capturar a animação em tamanho maior do que a Viewport, oferece configurações de qualidade da Viewport Nitrous, aceita selecionar o Codec de vídeo e está até 3 vezes mais rápido.

Veja abaixo o vídeo mostrando as novidades no Preview de animação:


Também destacaram as melhorias no modificador Chamfer, que recebeu diveros recursos para controlar chanfros, Fillets e Inserts para facilitar a modelagem procedural no programa.

Entre os principais estão o Fixed Weight Chamfer para controlar a espessura do chanfro por Edge e com Crease, oferece o salvamento de Presets ou definição de configurações padrões, ganhou Depth para criar Fillet invertido, recurso para Insert de polígonos e grupos.

Surgiram rumores na internet que o novo Chamfer Modifier foi baseado na tecnologia do Plug-in KeyHydra e recebeu a ajuda dos desenvolvedores dele.

Veja abaixo o vídeo mostrando as novidades do modificador Chamfer:


O 3ds max 2020 melhorou a importação de arquivos do Revit e a exportação de Alembic e Point Cloud.

Agora é possível importar Revit Camera, o sistema Sun and Sky e luzes IES com maior compatibilidade, além das opções Combine By para importar materiais de forma seletiva.

Por fim, a Autodesk fez uma coisa rara na sua história, apresentou um Roadmap para o 3ds max, ou seja, os planos para o futuro.

A Autodesk sempre disse que não pode ficar falando dos planos futuros por ser uma companhia com ações na bolsa de valores, mas existem trocentas outras empresas de CG ou não que também possuem ações na bolsa e falam dos planos futuros até para atrairem mais investimentos, portanto, o problema de Autodesk nunca foi este, mas sim a falta de transparência e respeito com os usuários.

Pode ser que justamente a perda de muitos destes usuários nos últimos anos fez a empresa mudar de postura, pois foi uma mudança drástica.

Segundo Nicolas Fonta, atual gerente de produtos do 3ds max, é uma mudança em direção a maior transparência e engajamento com a comunidade, ele também disse esperar que as pessoas vejam isso como um comprometimento com o desenvolvimento do 3ds max.

Porém, não garantem que as novidades apresentadas no Roadmap sejam implantadas e não dão previsão para implantação, a mesma ladainha de sempre.

Entre elas estão a retopologia automática baseada no programa ReCap, Layout procedural baseado no Framework do Bifrost (Max Fluids) e Retargeting de animação através do HumanIK, o antigo Games Middleware da empresa que já está integrado no Maya.

Também comentaram sobre a adição de recursos mais previsíveis como simulação de fogo e fumaça com o Bifrost, igual acontece no Maya com o modo Aero, a possibilidade de destacar Viewports do Max e arrastar para outros monitores e a padronização do Workflow em torno no Physical Material.

Ainda falaram que estão trabalhando para adicionar suporte no 3ds max para os formatos USD da Pixar, MaterialX da LucasFilm e compatibilidade com Python 3.

Veja abaixo o vídeo mostrando as novidades de importação:


Entretanto, parece que nada disso foi suficiente para os usuários, que descambaram a postar mensagens negativas no Facebook oficial do 3ds max, no site Area e em outros fóruns internacionais.

A estratégia imbecil de fazer 4 lançamentos por ano para tentar justificar o preço abusivo do Subscription está surtindo o efeito oposto, como eu falei que aconteceria logo quando iniciaram este esquema, no sentido mais chulo da palavra.

Não precisa ser muito inteligente para perceber que dividir as atualizações em quatro faria os usuários sentirem menor valor no programa em cada lançamento com duas novidadezinhas em cada, ainda mais numa nova versão.

Para dar certo teriam que produzir muito mais e fazer pelo menos um lançamento cheio de novidades por ano, mas parece que ocorreu justamente o oposto, estão produzindo menos e ainda dividiram a produção em quatro lançamentos, portanto, uma versão nova igual o Max 2020 parece mais um Update de meio do ano igual vários comentaram nos fóruns internacionais e no Facebook da empresa.

A Autodesk perdeu muitos usuários de Max nos últimos anos, desde que adotaram o sistema de Subscription, e eu torço para que mais pessoas migrem para outros programas, pois o Subscription e a estratégia que adotaram a partir dele é um ultraje.

Fazer um bom lançamento e postar informações detalhadas das novidades e do futuro do programa é o mínimo de respeito que os usuários esperam e nem isso vinha acontecendo, além das postagens na internet os usuários querem ver atitude e ação com mais novidades e menos lançamentos.

Veja abaixo o vídeo postado pelo AskNK sobre a repercussão negativa dos usuários ao lançamento do 3ds max 2020:


O artista, Eloi Andaluz, também publicou um vídeo mostrando as novidades do 3ds max 2020, porém, ele incluiu recursos que foram adicionados nos Updates intermediários do 3ds max 2019 e recebeu muitas críticas nos comentários, tanto que depois publicou outro vídeo exibindo apenas as duas únicas novidades significativas do 3ds max 2020, o modificador Chamfer e os novos Shaders OSL.

Isso mostra como os usuários odeiam este sistema de 4 lançamentos por ano e nunca vão considerar os Updates intermediários como novidades da versão posterior, se querem que seja assim, então, guardem os recursos e lancem todos juntos na próxima versão.

Eu não sei se o Eloi recebe alguma coisa para fazer este papel, mas é muito estranho um usuário que paga um valor cada vez mais abusivo para usar o programa tentar corroborar a canalhice de considerar os Updates intermediários da versão anterior como novidades da próxima versão.

Acho que os usuários fazem muito bem de rechaçarem essa atitude com veemência, o problema é de quem inventou os Updates trimestrais, pois querem que paguemos pelo mesmo programa eternamente em troca de pequenas novidades de 3 em 3 meses, quando antes podíamos ficar com a mesma versão alguns anos e só atualizar quando valesse a pena.

Sendo assim, o sistema de Subscription que inventaram é uma dupla vigarisse, a pessoa é obrigada a atualizar o programa todo ano e ainda recebe menos novidades por ano do que recebia antigamente.

Portanto, não adianta publicar Roadmap e dizer que a empresa está comprometida com o desenvolvimento do programa porque os usuários não aguentam ser depenados desta forma e vão continuar migrando, até por questão de sobreviência ou vão usar o Soft pirata.

Alguma coisa precisa mudar, ou a Autodesk abaixa drasticamente o preço do Max e continua com as atualizações pífias trimestrais ou mantém o preço, triplica a equipe e passa a trabalhar de verdade!


Você pode ter mais informações sobre o Roadmap do 3ds max clicando aqui.

Para mais informações sobre as melhorias no OSL, clique aqui.

Para mais informações sobre as melhorias na animação, clique aqui.

Para mais informações sobre as melhorias no Chamfer, clique aqui.

Para mais informações sobre as melhorias na importação do Revit, clique aqui.

Para mais informações sobre a compatibilidade com Plug-ins, clique aqui.

Você pode ler os péssimos comentários sobre o Max 2020 no site Area clicando aqui.

Também pode ver as críticas ao Max 2020 e ao vídeo do Eloi clicando aqui.

Veja abaixo os dois vídeos sobre o 3ds max 2020 publicados pelo Eloi, o primeiro incluindo recursos dos Updates intermediários do Max 2019 e o segundo abordando apenas o Chamfer Modifier e os Shaders OSL postado depois das críticas.



Faça o login para poder comentar

Adminin Comentou em 03/04/2019 08:03 Ver comentário

Usuários conectados

Total de mensagens publicadas pelos membros da comunidade: 676869.

Total de membros registrados: 114167

Últimos membros registrados: Teixeira da Silva, DVL.10, David.engcivil, Bruna, clovisjc, alessandrosoar, GUILHERM3, RebecaLcc.

Usuário(s) on-line na última hora: 99, sendo 2 membro(s) e 97 visitante(s).

Membro(s) on-line na última hora: Fabio da Costa, nildoe.

Legenda: Administrador, Especial, Moderador, Parceiro .

3D1 © Três D1 © 1999-2019. Todos direitos reservados.