Tutoriais - Making ofs

Makin of - Templo de Hórus

Introdução

Trabalhar com animação trouxe desafios inéditos para mim.
Apesar da poderosa Render Farm da empresa, os projetos de animação exigem tempos de render muito menores que os de imagem estática. E tive que aprender rapidinho como criar saídas para reduzir esse tempo ? sem perder a qualidade dos trabalhos!
Aos quatro anos de casa, sou diretor de arte e, no ano passado, me ofereceram uma parte da sociedade.

Projeto

TEMPLO DE HÓRUS
ALEKS BRAZ, TSI

Durante o curso de arquitetura comecei um estágio em um dos maiores escritórios de arquitetura do país, Afl alo e Gasperini. Minha experiência lá durou muitos anos e foi onde pude desenvolver velocidade e soluções rápidas para concretizar projetos enormes em 3D.
Paralelamente, comecei a executar trabalhos para o governo do Estado de São Paulo, prefeitura de São Paulo e Petrobras, entre outros.


Foi quando recebi do amigo Paulo Katz uma proposta que mudou minha vida: trabalhar em uma produtora brasileira de animação, produzindo projetos de publicidade e arquitetura para o Brasil, Estados Unidos e Portugal ? a TSI Animação.


Lá pude desenvolver meu trabalho dentro de padrões internacionais, uma ótima experiência. Além disso, o ambiente colaborativo da empresa e a mistura de especialidades e talentos permitiram que eu ampliasse muito meus conhecimentos.
Sempre gostei de Egiptologia, mas ao conhecer o Egito, em 2000, me apaixonei de forma irreversível. Dentre todos os lugares, o que mais me impressionou foi o Templo de Hórus em Edfu.

Pelo seu excelente estado de conservação, passear por essas ruínas é ser transportado ao Egito Antigo. Quando fui embora, levei essa sensação comigo, que finalmente pude expressar através de uma imagem 3D. Recentemente, um amigo sugeriu que eu participasse de um concurso com tema ?Civilizações Antigas? na 3D1. Era a minha chance de botar essa imagem pra fora. A imagem representa os momentos finais da civilização egípcia. Isso permitiu que eu representasse as pinturas de forma viva e, ao mesmo tempo, dava sinais de desgaste e abandono, tornando a imagem mais rica em detalhes e gerando um clima mais dramático.
Escolhi um enquadramento no pátio de entrada porque gosto da simbologia disso. Apesar de desértica, a natureza também é representada nas colunas com motivos florais, que como em uma floresta, ?sustentam? o céu, aludindo à cosmologia egípcia e fazendo a ponte desta com a arquitetura.
A proporção áurea serviu de guia para defi nir as proporções, enquadramento e destacar o personagem principal: Hórus.
Hórus pertence ao panteão de deuses maiores no Egito. É o deus do céu, representado pelo falcão. Nesta estátua, intimamente ligada ao Faraó, eu reconstruí a coroa do alto e baixo Egito. A cobra que aparece na frente, destinada a intimidar os inimigos, chama-se Uraeus.
Desde os templos mais antigos, a ordem divina do cosmos é sempre representada na arquitetura. O Templo de Hórus, construído entre 237 e 71 a.c. do período Ptolomaico, apresenta os mesmos mistérios de templos bem mais antigos. As duas torres ou Pilones são como montanhas no horizonte.
Em cima da porta temos este símbolo que descreve o nascer do sol. Tendo decidido a ?direção de fotografia? da imagem, passei a acrescentar alguns detalhes, como vasos de cerâmica da época para dar uma sensação de uso, uma oferenda de flores de lótus à Hórus, estas também representadas em pinturas e nas colunas. Lanças e escudos da época ajudaram a compor o clima.
Para finalizar o modelo, coloquei bandeiras usando Cloth com Wind. Devido às freqüentes tempestades de areia na região, um acúmulo de areia ajuda a tornar a cena mais natural.
Os pilares foram quase um exercício à parte. Comecei texturizando com muitas variações de um para o outro, juntando fotos que eu mesmo havia tirado e diversas outras referências. Como em um quebra-cabeça, fui montando a textura no photoshop até fi car no ponto que eu queria. Para dar mais realidade, usei displacement map e em alguns pontos eu mesmo quebrei o modelo, dando um toque final.
Na parte acima do pilone, que hoje não existe mais, quebrei o modelo como se alguns pedaços dos blocos tivessem se soltado, como mostra a fi gura acima.
Continuei esse processo no próprio pilone, porta de entrada e vigas no corredor.
Em cada viga existe uma textura diferente, como mostrado ao lado.
E então finalizei a luz, que já tinha sido defi nida desde o princípio, mas sempre precisa de algum ajuste para aumentar o realismo. Obviamente, foi nessa hora que enfrentei um problema de falta de memória (do computador, não minha) e precisei reduzir o tamanho de algumas texturas e simplifi car a geometria de algumas peças para dar continuidade ao render.
Na pós-produção apliquei sutilmente um pouco de profundidade de campo (DOF), melhorando a perspectiva, mas sem afetar todas as horas que eu passei detalhando o projeto.
Criar essa imagem foi uma viagem de volta a essa grande civilização, que realizou coisas ainda hoje impossíveis e que contribuiu tanto com a história da humanidade. Eles não apenas desenvolveram muito a medicina e arquitetura como inventaram a cerveja. Viva os Egípcios! Espero, com esse trabalho, ter passado a minha profunda admiração pelo Egito. E tendo recebido o prêmio ?The Best of Evrmotion Award?, acho que agora é hora de abrir uma cerveja, em homenagem!

Faça o login para poder comentar

MarcosPrado Comentou em 16/08/2011 15:28 Ver comentário
aleks M.B Comentou em 03/07/2011 01:42 Ver comentário

Usuários conectados

Total de mensagens publicadas pelos membros da comunidade: 679834.

Total de membros registrados: 116522

Últimos membros registrados: LILA2019, thallytabernardo, mauriliosaldanha, gessicaaaaaaaaaaaaa, Caio, Dfa, Ronaldo Silva, rufinoalysson.

Usuário(s) on-line na última hora: 275, sendo 10 membro(s) e 265 visitante(s).

Membro(s) on-line na última hora: Jonathan, perdigao, Canti S, nandao, Max Idalgo, Pablo, naldo azevedo, Adalberto Rocha, Fernando Cunha, Danilo.

Legenda: Administrador, Especial, Moderador, Parceiro .

3D1 © Três D1 © 1999-2019. Todos direitos reservados.