Cursos e Bibliotecas Ver Mais

Galeria 3D1 Ver Mais

EvandroGP   Paraná - PR
Raphael Braga   Belo Horizonte-MG - AC
leoaks   Brasil - MG
J.F.Verissimo   Recife - AC

Portfólios Ver Mais

Tiago Mesquita   Indaiatuba - AC
PJRC   Portugal - AC
Lukaum   Rinópolis - SP
Daniel   Londrina

Tutoriais - Artigos

3ds max 2021

Finalmente o 3ds max volta a ter um renderizador decente como padrão depois de deixar muitos usuários sem opção ou com uma opção precária durante cinco longos anos.

Com a integração definitiva do Arnold é de se esperar que aumente a compatibilidade entre os dois e principalmente passe a oferecer todos os recursos que o Mental Ray oferecia, alguns muito importantes para arquitetura, como o Light Analysis, que simplesmente foi retirado da interface do programa.

Abaixo estão os vídeos apresentando o 3ds max 2021, mostrando o Arnold como renderizador padrão e a qualidade da Viewport:



Destacado como a principal novidade, o Bake To Texture não substitui o antigo Render To Texture, apenas adiciona uma nova janela com um processo simplificado de Bake, ele também reúne as funções do Render Surface Map, mas o antigo Render Surface Map continua no mesmo lugar, também suporta Blended Box Mapping, Material Overrides e Shaders OSL, além de terem atualizado o algorítimo de geração de Normal Map para o mesmo utilizado por Unreal e Unity, o MikkT Tangent Space Normal Map, que também é exibido na Viewport e aumenta o realismo.

Quem conhece um pouco o 3ds max sabe que desde a versão 5 é possível obter uma visualização com bom realismo na Viewport, basta fazer o Bake da iluminação exatamente igual acontece nas Engines de Games, coisa que no Max dá muito trabalho e demora bastante na renderização dos mapas, mas com o passar dos anos ele foi ganhando diversos efeitos na Viewport que aumentaram o realismo sem exigir Bake, por exemplo o Ambient Occlusion, e outros que não são possíveis de reproduzir através de Bake como Depth Of Field, recentemente ganhou o rescuro mais importante para o realismo dos materiais nas Viewports, o Roughness, e agora também exibe o MikkT Tangent Space Normal Map, portanto, junto com o novo sistema de Environment que permite projetar a iluminação de HDRI na Viewport, o artista consegue uma ótima qualidade em Real-Time de verdade, muito similar a que obterá na renderização, pelo menos utilizando o Arnold.

Abaixo estão os vídeo tutoriais sobre o Bake To Texture:











Outra novidade importante e tardia é o modificador Weighted Normals, pois parece resolver os antigos problemas de Smooth nas superfícies que importunam principalmente os desenvolvedores de Games e aplicações interativas 3D desde a primeira versão do programa, ele oferece opções para controlar o Smoothing, Blending e Weighting, permitindo ajustar as Normals de acordo com o tamanho dos polígonos ou o ângulo entre as faces nos cantos do modelo.

A implantação do sistema de OSL no 3ds max foi importantíssimo para facilitar a adição de novos mapas, pois antigamente precisaria escrever em C e agora pode ser editado por qualquer usuário no próprio Material Editor, eles também são aceitos pelo V-Ray e já somam 126 mapas, portanto, agora foram organizados decentemente em categorias para facilitar a localização.

Na versão anterior os mapas OSL passaram a ser exibidos com perfeição na Viewport, porém, agora facilitaram ainda mais tornando a interface deles dinâmica, ou seja, é possível adicionar e remover recursos instantaneamente, além de criarem interfaces personalizadas para os principais Shaders.

O novo OSL HDRI Lights vem com presets de luzes de estúdio e permite adicioná-las no Domo com qualquer HDRI de fundo, aceitando ajustar a posição, intensidade, temperatura de cor, entre outros, ou seja, é praticamente um HDRI Light Studio dentro do próprio Max com apenas um Shader.

Outros Shaders úteis e interessantes são os Projection, eles projetam as texturas na superfície dos objetos e funcionam como os Decals do Unreal.

O Uber Noise é outra boa adição para a composição de texturas, ele oferece diversos padrões de Noise como Perlin, Fractal, Cell, fBm e Worley.

Os novos materiais PBR não eram necessários porque o programa já aceita PBR com o Physical Material e normalmente as pessoas usam o V-Ray ou Corona, que também aceitam PBR, porém, para quem deseja trabalhar apenas com visualização Real-Time na Viewport ou usa o Arnold, é uma opção prática e rápida para reproduzir materiais PBR como os criados no Substance Painter.

Abaixo estão os vídeos do Eloi Andaluz mostrando a qualidade gráfica da Viewport e fazendo um Review, em espanhol, sobre as principais novidades:



As demais novidades são insignificantes para a maioria dos usuários, o Scene Converter agora permite converter materiais do Corona e do V-Ray para o Physical Material, mas isso é útil apenas para usuários do Arnold e a integração dele como renderizador padrão demorou demais, portanto, a maioria migrou para V-Ray ou Corona e hoje ele é adotado por poucos artistas de 3ds max, geralmente de fora da área de arquitetura, também melhoraram o ProSound para aceitar mais formatos e acabar com a limitação de 100 Clips, raramente usado, já que normalmente o áudio é adicionado na pós-produção.

A atualização do Plug-in para ler Substances é uma piada, eles deveriam ter vergonha e retirar do programa, pois ficou muitos anos sem atualização a ponto da Allegorithmic ter que lançar o próprio Plug-in bem tardiamente, prejudicando bastante os artistas de 3ds max que queriam usar Substances, enquanto os outros programas sempre tiveram a versão mais atualizada de graça fornecida pela Allegorithmic porque não licenciaram o Plug-in, então, isso pode fazer os usuários sofrerem para usar materiais Substance nos próximos anos se depender da Autodesk atualizar o Plug-in.

Entretanto, parece que desta vez eles fizeram uma parceria com a Allegorithmic, pois foi a Allegorithmic que publicou o vídeo sobre o Substance do Max 2021, se for verdade não teremos que esperar mais 10 anos para a Autodesk atualizar o Plug-in novamente!

Abaixo está o vídeo publicado pela Allegorithmic sobre o Plug-in Substance do 3ds max 2021, em seguida está o Webinar publicado pela Autodesk:



Faça o login para poder comentar

Adminin Comentou em 22/04/2020 20:00 Ver comentário

Usuários conectados

Total de mensagens publicadas pelos membros da comunidade: 684429.

Total de membros registrados: 120026

Últimos membros registrados: Thayane, laizalet, ele1, TAILINY, gj1994, Piauhy, Tamires, De3D.

Usuário(s) on-line na última hora: 537, sendo 27 membro(s) e 510 visitante(s).

Membro(s) on-line na última hora: dkohl, Gvisconti, fbblanco, Alexandre Longo, RSFX, binho07, Hoardy, Antonio, PetersonMarx, acarrapato, JuliaSouza, denner20, Thayane, Evandro, astsantos, Paulo Fernando, ele1, cicero andre, marcianeeng, TAILINY, Salvio, Alisson Braga, proj.evandro, laizalet, Fernando Cunha, Sandro Medeiros, Jomar Machado.

Legenda: Administrador, Especial, Moderador, Parceiro .

3D1 © Três D1 © 1999-2020. Todos direitos reservados.